Cerca Moura de Lisboa

Nos dias 13 e 14 de Março, realizou-se no GEO um Workshop sobre o tema da Cerca Moura de Lisboa. No dia 13 (sexta-feira) foram realizadas várias sessões no GEO e no dia 14 (sábado) foi efectuada a visita guiada aos vestígios da Cerca Moura de Lisboa.

Devido à larga adesão ao workshop , o GEO realizou uma segunda edição  e uma terceira edição do mesmo. A segunda edição foi realizada no GEO, no dia 29 de Maio, com a respectiva visita no dia 30. 

A terceira edição do workshop foi organizada pelo GEO e pelo Museu de Artes Decorativas Portuguesas da Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva (FRESS), tendo sido realizada no auditório da FRESS, no Largo das Portas do Sol, no dia 3 de Julho, com a respectiva visita no dia 4.

Uma quarta edição foi realizada em colaboração com o GAMNA (Grupo de Amigos do Museu Nacional de Arqueologia), tendo sido realizada no Museu Nacional de Arqueologia, nos Jerónimos.

Pode descarregar o folheto com o programa da terceira edição do workshop Initiates file downloadaqui.

Para mais informações sobre o workshop e sobre as visitas guiadas contacte: manuel.fialho@cm-lisboa.pt

 

Excerto de Filme com a Cerca (clicar na imagem em cima para ver o filme): 
Neste excerto pode-se visualizar três torres e um extenso pano de muralha do lanço Oriental da Cerca Moura ou Velha. Destacando-se a Torre pentagonal, parte do actual Palácio de Belmonte, o pano de muralha localizado nos Pátios das Oficinas do Museu de Artes Decorativas Portuguesas (MADP), e que é parte constituinte do MADP. Initiates file downloadDescarregar (formato quicktime)


A Cerca Moura de Lisboa, também chamada Cerca Velha, é um monumento nacional  que consiste nos vestígios da estrutura defensiva que ainda hoje se pode observar de modo parcial em várias freguesias do bairro de Alfama. A muralha original foi provavelmente erigida no período tardo-romano (sécs. III-V) e depois muito possivelmente refeita e reforçada no período islâmico (sécs.VIII-XII), sendo que grande parte da estrutura que se mantém será deste último período da história de Lisboa, cerca do séc. X, após o saque de Ordonho III à cidade. A muralha que defendia Al-Ušbuna teria, segundo Augusto Vieira da Silva, aproximadamente 1250m de comprimento na sua extensão total, 2m a 2,5m de espessura e abrangia no seu interior uma área com cerca de 15,6 hectares. Deste modo, a área total de Al-Ušbuna, aquando do seu apogeu em finais do séc. XI, seria de aproximadamente 30 hectares, juntando à já referida área intramuros dois arrabaldes que teriam uma área conjunta de 15 hectares. Neste espaço, admite-se que Al-Ušbuna teria uma população na ordem dos 20 ou 30.000 habitantes, comparável aos grandes portos de Málaga e Almeria.

Próximas visitas comentadas abertas ao público (2010):

12 de Junho

 

 Para mais informação consulte:

Initiates file downloadFolheto da Visita

Initiates file downloadFolheto da terceira edição do Workshop

Initiates file downloadFolheto da primeira edição do Workshop

Initiates file downloadFolheto da segunda edição do Workshop

Símbolo de acessibilidade à Web

Site optimizado para Firefox 2.0.0.10, IE 7.0 e IE 6.0
Todos os conteúdos deste site são propriedade da CML ou das entidades neles identificadas.
Utilização sujeita a autorização da Câmara Municipal de Lisboa · © 2007
Desenvolvido por CML/DMAGI/DNT